Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Tudo a Meias

Histórias que chegam ao telhado. Agora também nas 'Netherlands'.

Sábado pouco aborrecido

por tudoameias, em 16.03.13
With you

 

Sábado. É fim de tarde. O céu do Porto chora a tua ida. Três semanas parecem-me uma eternidade. Olho pela janela e vejo uma parte da invicta cheia de pontos amarelos. Ainda não te deixei e já sinto a tua ausência. O que me vale são os amigos, aqui sentados ao meu lado, a comerem batatas-fritas, a beberem vinho tinto… e cada um a navegar no silêncio daquela caixa mágica de bits onde é tão fácil aceder ao mundo.

Na verdade, ela vai ser boa para podermos falar durante este tempo, mas continuo a não poder tocar-te e cheirar-te. Por aqui vai-se ouvindo chill out, coisa de que não sou grande apreciadora, até porque sei que a tua música agora é outra. Nestes dias, o tempo vai parecer uma eternidade. Pensando bem, é apenas tempo. O que interessa é que estamos juntos.

Um dia li que sentir amizade pela pessoa que amamos significa que a paixão se apagou. Eu não penso isso. Bem pelo contrário. Sinto-me tua confidente e amiga e sei que sentes o mesmo por mim. Sinto-me apaixonada por ti como no primeiro dia mas também existem dias em que me sinto aborrecida contigo (aborrecida parece-me bem, nem muito agressivo nem muito brando). E nisto… fazes-me falta!

A Catarina e o Pedro continuam embrulhados no Face, eu neste texto e nesta solidão estranha que me invadiu a "casa". Hoje vamos comer risotto, beber um bom vinho, conversar e rir muito por cá. Entretanto, tu vais estar numa viagem que pode mudar a tua vida para melhor. Eu vou estar cá a torcer por isso. Estimo que voltes bem, que tudo corra bem e que tudo esteja bem quando voltares. Volta rápido para eu me "aborrecer" contigo. Tua.