Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Tudo a Meias

Histórias que chegam ao telhado. Agora também nas 'Netherlands'.

Skip, fazes-me falta…

por tudoameias, em 22.11.15

clothes-pins-1418236.jpg

Eu admito que perdi muitas batalhas desde que me emancipei. A maior parte ultrapassei-as com algum encolher de ombros, outras com o condescendente ‘a minha mãe é que tinha razão’, outras com alguma lágrima e drama. (Sim, sou uma mulher, so what?!).

 

Há uma que aparentemente não tem nada de dramático mas a mim está-me atravessada como uma gigante espinha… nos meus sentidos. O olfato é dos sentidos que mais me enche de memórias. Então a milhares de quilómetros de casa… Pufff… Se isto são desejos como será quando ‘emprenhar’?!

 

Bom, mas alguém me explica porque é que quando saímos de casa da mãe a nossa roupa (nunca, jamais, talvez mas não será a mesma coisa) nunca mais cheira verdadeiramente a lavado??? Eu já troquei o detergente, o amaciador, ora é o Robjin, a Fada do Lar. Nada! A roupa sai da máquina a cheirar a lavado, mantém-se por meia-hora e ainda inunda a casa de cheirinho. Passado um dia cheira a… roupa. Passados dois já só cheira a corpo. E isto é particularmente grave quando és conhecida por ser uma pessoa cuja roupa cheira sempre a lavado. Agora cheiro só a pessoa. E nem sequer a mim. Bom tema para dissertar, né?!

 

Mas há várias coisas que o podem explicar:

 

- Os detergentes e amaciadores não são suficientemente bons. Na verdade, a oferta nos hipermercados da Holanda é particularmente pequena se compararmos com as prateleiras das bolachas, das gomas ou dos tipos de leite. É verdade que os holandeses não são… como dizer… particularmente minuciosos com a limpeza. Por pouca minúcia, entenda-se, ir trabalhar com nódoas de ranho ou papa de bebé nas camisolas, tshirts amarrotadas ou camisas que de ferro têm muito pouco ou nada.

 

Concluio, portanto, que detergentes e amaciadores não são uma prioridade para a sociedade holandesa, no geral, nem para o próprio mercado dos produtos de higiene e limpeza, tal é o cheiro dos sovacos quando saio à noite. É assim, eles são bastante descontraídos e eu prossigo com o meu drama.

 

- A água é extremamente calcária e pouco cristalina. Pesada! Se pesa no estômago, imagino na roupa, tadita.

 

- Não há explicação! O cheiro a lavado não mais será o mesmo. A casa da mãe é que era e lavar a roupa vai continuar a ser uma merda de um ato, em que ficas a cheirar a pessoa holandesa. Aliás, pouco cheiro, muito odor.

 

Eu renuncio à terceira e, já que não posso fazer nada contra as outras duas, tentarei incessantemente a minha luta e, pelo meio, valha-me o aroma do meu parfum. Skip, fazes-me falta…  

 

(PS: Se quiserem deixar sugestões não vale, ’experimenta colocar mais detergente ou amaciador’ ou ‘manda vir de Portugal’. Ah, e Skip e Soflan simplesmente não existem nos supermercados das Netherlands.)

 

Obrigada

 

Tudo a Meias  

 

Foto: Felipe Horst/FreeImages

1 comentário

Comentar post